Uma viagem no tempo. Uma grande etapa de montanha, que nos leva aos míticos cenários do mais carismático complexo mineiro de Portugal e nos oferece algumas das mais inóspitas e espectaculares paisagens de montanha da Serra do Açor.
  • percurso
    CIRCULAR
  • distância
    122Km
  • desnível acumulado
    3100m
  • dificuldade
    3/3

classificações


ainda sem classificações
Tem de estar autenticado para definir classificações

 

 

Informações

Direcções

Alojamento

Bike service

Pontos de Interesse

Restauração

Transfers

detectar a minha localização e calcular

ou inserir origem manualmente
calcular

Villa Pampilhosa Hotel

Descrição: Construído no topo da vila que lhe deu nome, O Villa Pampilhosa Hotel é o lugar ideal para os amantes da natureza, da gastronomia, da cultura e tradições regionais darem largas aos seus sentimentos mais profundos. Dispões de 52 quartos e um SPA com Piscina Interior Climatizada, Jacuzzi, Sauna, Banho Turco e Ginásio.

Localização: Rua Arlindo de Almeida Esteves, Lote 8E 3320-242 Pampilhosa da Serra

Tel: +351 235 590 010

Email: info@villapampilhosahotel.com

Site: www.villapampilhosahotel.com

Casa de Janeiro

Descrição: Em Janeiro de Cima encontrará paredes de xisto e pedra rolada aliadas ao conforto de um interior totalmente renovado. Desfrute de um pequeno-almoço cheio de pequenos prazeres, saia para descobrir os meandros do rio Zêzere e as pessoas que aqui habitam. Este é o local perfeito para uns dias de descanso e lazer, em pleno interior de Portugal.

Localização: Janeiro de Cima (a 4 quilómetros do inicio da subida)

Tel: +351 969 339 830

Email: reservas@casadejaneiro.com

Site: www.casadejaneiro.com

Casa Cova do Bairro

Descrição: No fundo aplanado do vale do Rio Zêzere, entre serranias e pinhal, na Aldeia do Xisto de Janeiro de Cima, encontra a casa Cova do Barro. Venha relaxar num ambiente descontraído e familiar e desfrute de uma boa noite de sono num dos quartos que lhe oferecem todo o conforto para descansar e renovar energias.

Localização: Rua do Espírito Santo Nº 33 6185-114 Janeiro de Cima

Tel: +351 272 107 693; +351 934 103 813; +351 936 656 65

Email: geral@covadobarro.com

Site: www.covadobarro.com

Casinhas do Ceira

Descrição: Duas casas de Xisto, recuperadas com todo o conforto.

Localização: Ponte de Fajão 3320-083 Fajão

Tel: +351 967 365 624; +351 968 529 222; +351 235 751 055

Email: casinhasdoceira@gmail.com

Site: www.casinhasdoceira.com

Parque de Campisto de Janeiro de Baixo

Descrição: Parque de Campismo junto a praia fluvial no rio Zêzere.

Localização: Janeiro de Baixo

Tel: +351 932 700 808

Site: www.facebook.com/parquedecampismodejaneirodebaixo

Outras opções: http://aldeiasdoxisto.pt/

EPIC Bike Store

Morada: Rua Cidade da Covilhã, Lote 8-Loja Esq. 6230-346 Fundão

Telefone: +351 275 085 506; +351 962 617 468

Email: epicbikefundao@gmail.com

Site: www.facebook.com/Epic-Bike-Store-782049171832036

Aldeia do Xisto de Janeiro de Baixo

De malha urbana complexa, contruída com xisto e seixos brancos, é a aldeia dos 5 parques: Parque infantil, parque desportivo, parque de lazer, parque fluvial e parque de campismo. A sua praia fluvial tem um extenso areal. Nas sua imediações encontra o Geomonumento Garganta do Zêzere.

Mais informação em: aldeiasdoxisto.pt/aldeia/janeiro-de-baixo

Aldeia do Xisto de Janeiro de Cima

Janeiro de Cima encontra-se na margem esquerda do Zêzere, numa zona quase plana, rodeada por uma extensa manta de terrenos agrícolas.

No núcleo antigo da aldeia, caminha-se sem pressas pelo emaranhado de ruas sinuosas em que as casas se encostam umas às outras revelando as suas características fachadas em xisto, ponteadas por seixos redondos e brancos. É por aqui que se escondem segredos como a Casa das Tecedeiras, que reinventam tradições e nos fazem viajar no tempo.

Mais informação em: aldeiasdoxisto.pt/aldeia/janeiro-de-cima

Barragem de S. Luzia

Inaugurada em 1942, está construída numa estreita garganta quartzítica, apenas a 8 quilómetros da nascente do Rio Unhais. O paredão é impressionante, com os seus 76 metros de altura. Junto à barragem pode usufruir de uma praia fluvial, onde pode praticar canoagem, passeio pedestre, escala, entre outras actividades. Situa-se também aqui o Centro de BTT da Pampilhosa da Serra.

Restaurante Pôr-do-sol

Morada: Portela de Unhais

Telefone: +351 235 512 285; +351 935 069 697; +351 934 435 570

Site: www.facebook.com/Restaurante-Por-do-Sol-453414321496736

O Buke

Morada: Rua Arlindo de Almeida Esteves, Lote 8E 3320-242 Pampilhosa da Serra

Telefone: +351 235 590 010

Email: info@villapampilhosahotel.com

Site: www.villapampilhosahotel.com/c/restaurante-buke

Os Amigos

Morada: Rua Principal – Machial 3320-053 Dornelas do Zêzere

Telefone: +351 275 647 361; +351 933 720 816

Táxis Reis & Gonçalves Lda

Morada: Rua Rangel Lima 3320-229 Pampilhosa da Serra

Telefone: 235 594 577

Descrição

Este percurso circular tem o seu início e final na Pampilhosa da Serra, no entanto poderá ser iniciado em qualquer ponto ao longo do circuito, sobretudo onde há oferta em termos de alojamento. Este circuito, para além do desafio de uma verdadeira etapa de montanha é uma viagem no tempo levando-nos aos cenários, muitos deles agora convertidos em arqueologia industrial, do que foi o maior e mais carismático complexo mineiro do nosso país, as Minas da Panasqueira. Cabeço do Pião, Aldeia de S. Francisco de Assis, Barroca Grande, Panasqueira e S. Jorge da Beira são nomes ligados a um “território” quase autónomo que até aos anos 70 se desenvolvia em plena actividade nestas encostas remotas da Serra do Açor. A aposta do Estado Novo neste complexo, e a tentativa de contrariar o grande isolamento desta região traduziu-se na construção de escolas, hospital e outras infraestruturas que acolhiam uma população que chegou a ultrapassar as 3.000 pessoas naquela que ainda hoje é considerada uma das maiores minas de volfrâmio de todo o mundo.

Actualmente grande parte destas estruturas estão desactivadas, conservando-se a frente de exploração da mina na Barroca Grande, com pouco mais de 250 pessoas a laborar nas suas profundezas. O impacto desta actividade na paisagem é brutal, com as escoras (resíduos) do minério a formar verdadeiras montanhas proporcionando espectaculares cenários lunares, oferecendo a quem enfrentar este desafio imagens únicas e surpreendentes.

No entanto este “Tour das Minas” tem muito mais para oferecer aos ciclistas, e desde os magníficos panoramas sobre o Rio Zêzere na primeira parte do percurso ao vales e encostas mais inóspitas da Serra do Açor e do Vale do Alto Ceira esta grande etapa de montanha, traçada em estradas com bom piso e com escasso trânsito automóvel irá desafiar e surpreender quem aceitar o desafio de enfrentar e descobrir a Serra do Açor mais profunda.

Alerta

Alerta-se os ciclistas para o facto de após a Barroca Grande (km 58) e até a Aldeia do Xisto do Fajão (km 101) não existirem ao longo do percurso acessos óbvios a cafés, restaurantes ou pontos de água. Este isolamento associado à dureza da altimetria, sobretudo em situações de calor, aconselham os atletas a precaverem-se em termos de reservas de alimento, mas sobretudo de líquidos ao fazerem este circuito. Na aldeia de Fajão e antes do regresso à Pampilhosa da Serra poderão retemperar forças numa das mais bonitas aldeias do xisto onde poderão reabastecer de água ou mesmo recuperar forças no Pascoal, um dos restaurantes de referência da região.

 

Mapa